Tudo sobre manutenção de elevadores

Com o passar do tempo, o elevador tornou-se fundamental para casas e edifícios residenciais, comerciais ou públicos, como shoppings, hospitais, lojas, academias... O grande objetivo das manutenções de elevador é para que o equipamento possa ter seu funcionamento perfeito, para evitar a deterioração do equipamento, tanto na parte elétrica quanto na estética da cabine. Imagine ter que subir e descer diversos andares de escada diariamente? Muitas pessoas ainda dispensam as manutenções de elevadores e, como consequência, têm que gastar mais que o necessário quando o equipamento dá alguma pane e para de funcionar corretamente, podendo ocasionar até mesmo um acidente por falta de certos cuidados. Por isso é essencial manter o elevador com as manutenções em dia para que o seu bom desempenho não seja afetado.

 

Você sabe quais são os tipos de manutenção de elevadores?
Existem três tipos de manutenção que você precisa conhecer: a corretiva, a preventiva e a preditiva. Veja abaixo mais detalhes sobre cada uma delas:

 

MANUTENÇÃO CORRETIVA:
Feita após uma falha, para que o elevador volte a funcionar como antes.
É o reparo imediato de algum problema recente que impede o bom funcionamento do elevador. Muitas vezes não é programada e ocorre literalmente após a pane e precisa da substituição de alguma peça ou componente danificado. Se for executada ao acaso, sem planejamentos, a manutenção corretiva pode ter um custo alto, portanto manter o cuidado e a manutenção preventiva em dia é uma opção bem mais viável.

 

MANUTENÇÃO PREVENTIVA:
Realizada em períodos estabelecidos para evitar chances de panes no funcionamento do elevador.
É um combo de técnicas de monitoramento e controle aplicadas para que evite ou amenize os problemas do desempenho do elevador. A manutenção preventiva, ao contrário da manutenção corretiva, é planejada e realizada de modo regularmente periódico. Esse tipo de manutenção gera baixos custos e faz com que os elevadores tenham seu desempenho máximo.
Ao habituar-se a essa manutenção programada, as falhas do equipamento e trocas de peças e componentes serão muito menos frequentes.
A manutenção preventiva ocorre sem que reais panes sejam mostradas, por isso o investimento pode não ser tão necessário, mas ainda assim o custo é mais baixo que uma manutenção corretiva em um momento não planejado.


MANUTENÇÃO PREDITIVA:
Prevê o tempo de bom desempenho do elevador, e é feita para reduzir a frequência das manutenções corretiva e preventiva. 
É semelhante à manutenção preventiva, o que ocasiona no confundimento de ambas as manutenções. A manutenção preditiva se baseia na averiguação das condições do desempenho e modificações dos parâmetros do elevador.
Essa manutenção leva em consideração as condições reais do bom funcionamento dos elevadores, ou seja, não é necessariamente realizada periodicamente. Quando a manutenção preditiva identifica falhas no desempenho do elevador que já estão causando panes ou que poderão causar futuramente, ocasionando na manutenção corretiva planejada.



Por que é importante realizar a manutenção dos elevadores?

A manutenção é fundamental para manter o perfeito funcionamento dos elevadores, além de garantir a segurança de quem os usa. Ao adotar as manutenções, você evita problemas como paradas, quedas, desalinhamento do fechamento de portas e acidentes graves.
Apesar de ser considerado o meio de transporte mais seguro do mundo, o elevador pode virar algo perigoso e de risco se não estiver com as manutenções em dia e com todas as suas peças com bom desempenho.
Lembre-se que é de extrema importância conferir qual a frequência ideal para realizar as manutenções do seu elevador.



Como definir o tipo de manutenção?

Para definir o tipo de manutenção necessária para consertar ou fazer um check-up do seu elevador, será preciso um diagnóstico do equipamento feito por um técnico. A manutenção corretiva sem planejamento deve ser evitada o máximo possível.
A grande maioria dos locais que têm elevadores opta pela manutenção preventiva e pela manutenção preditiva, fazendo com que os problemas sejam evitados e tenha vantagens, como:
 Máximo desempenho do elevador;
 Menos chances de que as panes ocorram; 
 Custos mais baixos, já que as manutenções podem ser programadas antecipadamente e não precisam ser realizadas no mesmo dia.
 Melhor conservação devido à prolongação de bom desempenho do elevador.
 Aumenta o período de vida útil do seu elevador, pois evita que falhas ocorram;
✓ Maior rendimento e eficiência;
 Reduz os riscos de acidentes das pessoas que utilizam o elevador.

OBS.: O diagnóstico que vai dizer qual é o tipo de manutenção ideal para o elevador deve ser realizado apenas pela empresa responsável pelo equipamento, veja abaixo como é feito esse diagnóstico.

 

Diferenças entre Consultoria e Assessoria de elevadores

A assessoria é como a assistência técnica, mas o assessor irá acompanhar o procedimento desde antes da instalação do elevador até começarem as manutenções do equipamento.
O consultor irá diagnosticar alguns problemas e dar as opções para que o elevador funcione perfeitamente, e até mesmo para modernizá-lo. Geralmente a consultoria apenas faz isso e não resolve os problemas de maneira prática.

 

Você sabia que os síndicos são os responsáveis pelas manutenções dos elevadores dos condomínios?

O síndico tem um papel importante com muitos deveres para cumprir e manter o condomínio em ordem. Se você é síndico de um condomínio residencial que possui elevadores, ou pretende se tornar um, já deve saber que é sua obrigação cuidar das manutenções, segundo o Artigo 1.348 da Lei nº 10.406 de 10 de Janeiro de 2002 do Código Civil, no capítulo sobre condomínios.

 

“Art. 1.348. Compete ao síndico:

§ 1 º Nos casos deste artigo é proibido alienar ou gravar os bens em separado.

§ 2 º É permitido ao condômino alienar parte acessória de sua unidade imobiliária a outro condômino, só podendo fazê-lo a terceiro se essa faculdade constar do ato constitutivo do condomínio, e se a ela não se opuser a respectiva assembleia geral.
FONTE: https://www.jusbrasil.com.br/topicos/10644341/artigo-1348-da-lei-n-10406-de-10-de-janeiro-de-2002.

 

Além de manter o cuidado com as manutenções do elevador, o síndico também é responsável pela economia das mesmas, portanto, é indispensável a sua boa administração e o uso correto por parte dos condôminos.




» O uso indevido das escadas rolantes pode causar acidentes

» Dicas de limpeza e conservação de elevadores

» Mitos e verdades sobre elevadores